O momento é de…Geoprocessamento! [Parte 1]


Geoprocessamento e suas tecnologias

 

Desde sua origem, o homem percebeu a necessidade de representar as informações geográficas. Inicialmente as formas de representação não possuíam um detalhamento expressivo, logo com o passar dos anos, os mapas foram surgindo e trazendo detalhes e um conjunto de informações úteis tais como: relevo, rotas e rios. Com o tempo essas informações não eram mais suficientes para explicar alguns fenômenos percebidos, pois algumas mudanças dos meios naturais teriam ocorrido. Com essa infinidade de dados para serem atualizados, ao que antes eram simples rotas ou representações de relevo, tornaram mapas complexos, com um volume e cruzamento de dados enorme.

Contudo, diante da necessidade de manipular os dados com maior facilidade surgiu na década de 60 no Canadá o Sistema de Informações Geográficas (SIG). Este que é um conjunto de aplicativos capazes de lidar com dados georreferenciado computacionalmente, ou seja, codifica a localização espacial e o tempo espacial do objeto observado.

No contexto atual, onde os problemas geográficos são inter-relacionados, indicando um aumento no cruzamento de informações geo-referenciadas, torna-se fundamental o entendimento das informações contidas no mapa, pois através dele será possível encontrar soluções ainda que operando uma grande quantidade de dados.

:. Nos próximos posts irei abordar os principais conceitos que detalham aspectos importantes para o entendimento do que são Dados Espacial, Dados Geográficos, Componentes Espaciais, SIG, SGBDE e Visualizadores de Mapas

Ah! para aqueles que se interessam pelo assunto vale a pena visitar http://mundogeo.com/ 

Anúncios

6 responses to “O momento é de…Geoprocessamento! [Parte 1]”

  1. andrezaleite says :

    O tema é muito bom e tem recebido muita atenção.
    As informações geograficas estão cada vez mais disponíveis nos mais diversos serviços e dispositivos.

    vou procurar acompanhar os proximos capítulos :)

  2. Valdyr M. Amorim says :

    Espetacular esse conceito de geoprocessamento e sua necessidade se torna cada dia mais aparente, principalmente no Brasil, que é carente de informações adequadas para a tomada de decisões sobre os problemas urbanos, rurais e ambientais. Vide os desastres naturais recentes que tem acontecido dos ultimos tempos pra cá… Fico também no aguardo das próximas partes !!

  3. Francisco Gileno Oliveira says :

    Interessante assunto. Estou ansioso pela próxima parte! Keep going, keep going!

  4. Danilo Costa da Paz says :

    Cadê o restoooo? O tema é fantástico. Queremos mais!

  5. lairtonnjr says :

    Ei Talitha, não nos faça esperar muito… continue esse post pois trata-se de um assunto interessantíssimo! Parabéns pela iniciativa em compartilhar este conhecimento conosco.

  6. Giselle Tavares says :

    Parte 2! Parte 2! Parte 2! Parte 2! Interessantíssimo esse tema!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: